muxx


agora já tem, chama-se vila “la niña autonómica”
November 30, 2008, 12:55 pm
Filed under: BOLIVIA, Trinidad

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_01_2008

chega o honorable alcalde, o senhor general, o senhor vice-ministro, e os outros.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_02a_2008

obviamente, tudo foi preparado com rigor. os cartazes agradecem a todos. coincidentemente escritos com a mesma letra.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_05_2008

canta-se o hino

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_06_2008

fazem-se os discursos – uns melhores que outros, num país politizado é melhor fazer maus discursos do que bons, ou pelo menos assim me tento desculpar. antes de mim vem alguém que diz “e assim inauguramos esta vila que se chama – laaaa niña autonóóómmica!!!”. “boa…, já estás…”

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200801

torra-se ao sol

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200803

aguentam-se os cartazes até ao fim

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200804

entregam-se as chaves ao honorável alcalde. vem um gajo com uma almofadinha com as chave gigante e pergunta-lhe o je “dou-lhe a almofada ou dou-lhe só a chave”. “só a chave, faz favor”. “ok”.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_2008051

saca-se a fotografia com o doador e a equipa de trabalho. tudo contente. as gémeas vieram mesmo a calhar.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200806

dá-se uma volta pelo bairro e descobrem-se lojas que já abriram (esta senhora não se mudou hoje…)

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200807

tiram-se mais fotografias para mandar para a europa

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_03_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_04_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200808_1

e vai-se almoçar contente, que a festa foi rija.

amanhã, la paz-miami. depois de amanhã miami-porto do principe. outros vôos. à bientôt.

Advertisements


huésped distinguido
November 30, 2008, 12:03 am
Filed under: BOLIVIA

blog_trinidad_huesped_02_julho_2008

logo às 8 da manhã ao chegar ao aeroporto, a tentar fugir da comitiva para fumar um cigarro. vamos primeiro à alcaldia, dizem. chegados, sessão extraordinária do consejo. “que es deber del Gobierno Municipal Autónomo dar la bienvenida y distinguir a tan dignas personalidades, así como desearle una grata permanencia entre nosotros” dizem. “por tanto: el Gobierno Municipal de Trinidad DECLARA:”

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200809

blog_trinidad_huesped_03_julho_2008

há dias que começam bem. o miúdo da comitiva leva com uma ordenanza municipal que até apita. fiiiiiiixxxeee. e de uma cidade que se chama “santísima trinidad”. abençoado.

e asi me voy.



ainda não tinha nome, a vila
November 29, 2008, 11:47 pm
Filed under: BOLIVIA, Trinidad

blog_trinidad_villa_autonomica_00_julho_20082

blog_trinidad_villa_autonomica_01_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_03_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_02_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_03a_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_03b_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_06_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_09_julho_2008



unbelievable
November 26, 2008, 8:39 pm
Filed under: BOLIVIA

que tenha passado o tempo e que me esteja a pirar de la paz. dureza da pura, um frio do caraças, país estranho. “peró nuño, que de bonito llevas de bolivia?” pergunta-me uma das boas pessoas que se deu a conhecer. “bueno, llevo este casaco…”. era piada. levo muitas mais coisas. por exemplo, levo muitos mais glóbulos vermelhos, muitos mas muitos mais. e a opinião, dividida, em relação à gente. uns muito bons, outros excepcionalmente – ainda se escreve com pê? – inseguros, pequenitos tiranos. vi as lamas, e os lagos, andei nos rios e nas florestas, desci montanhas. li jornais e comi morangos desde o dia que cheguei. porreiro, bom para os turistas. mas puuutcha, desenfreadamente chata para morar.

fechada no meio das montanhas, la paz é um enclave e experiências em enclaves demoram tempo a mastigar. diz o experto. a ver se das antilhas lhe vejo mais brilho. pode ser. que um dia cheguem saudades da vidinha urbano-montanhesa – o que desafortunadamente será pouco provável.



dinamitas
November 25, 2008, 2:14 am
Filed under: BOLIVIA

noutro país: hoje o senhor das notícias abria o espectáculo com os olhos bem abertos e a voz endurecida pela fatalidade. e dizia, com sotaque do porto, “esta tarde, às 15:45 estourou na avenida mais concorrida da capital um engenho explosivo de grande potência. não há registo de feridos nem de danos materiais de monta. à hora da explosão a avenida encontrava-se cheia de gente, que assim que ouviu o estrondo foi o ver se te avias e cada um começou a correr para seu lado. vamos agora entrevistar uma senhora que estava perto do lugar da explosão” voz esganiçada “ai minha nossa senhora, foi horrível, eu não sabia de onde vinha a explosão, cada um começou a correr para se abrigar, foi horrível” e continuava o senhor das notícias, com imagens de fumo “vemos agora umas imagens recolhidas momentos depois com telemóvel. a polícia fechou de imediato a área ao trânsito e evacuou os edifícios nas imediações. as investigações continuam”.

neste país: vem uma manifestação de mineiros pela avenida principal abaixo que às 15:45 pára mais ou menos à frente do meu escritório. eles gritam palavras de ordem, mascam a coca e depois sentam-se para descansar. nós continuamos a trabalhar que isto é o pão nosso de cada dia. eles, já descansados, rebentam uma carga de dinamite incrível – pelo menos muito maior que as que os outros costumam rebentar. os coleguinhas continuam impávidos a escrever os “informes”, sem saltar na cadeira, sem desviar os olhos do computador. só um é que olhou para a janela e soltou um “pu-tcha!”. e pronto. voltou a escrever o “informe”.



ilhas
November 24, 2008, 1:37 am
Filed under: BOLIVIA, FIM DE SEMANA, HAITI

blog_ilhas

como o nuñez gosta é de ilhas e praias, passou o dia a encaixotar as tralhas. falta uma semaninha para voltar a ver o mar. guilherme, bela ideia, esqueceste-te desta. deve dar uma bela boneca.



panadera de aljubarrota
November 19, 2008, 12:33 am
Filed under: PORTUGAL

blog_historiaportugal-007

o patriotismo estúpido que de vez em quando, sem convite e sem razão, resolve vir-nos parar à ponta da língua. ao almoço com um argentino espanhol, um espanhol catalão, e dois bolivianos. tudo em habla de nuestros hermanos. o catalão conta que a sua região foi parte de frança e que há uma lenda de tambores a ecoar pelos pirinéus que lhes valeu uma borla nas lutas contra os franceses. escuto-me a mim mesmo, em tugonhól-boliviano “sabes, las leyendas que tenemos nosotros son de héroes en batallas con los españoles o contra los moros, que haaaartos teníamos en portugal. hay una bien rara, de una, como se llama, una mujer que hace pan?, panadera eso, que mientras se entablaba la batalla de aljubarrota hay limpiado con su maza unos pocos de españoles. tiene una estatua y todo”. rimo-nos. estranha e especial felicidade por traduzir  para habla espanhola o feito da senhora brites. acostumado a não deixar o patriotismo pôr-se em muitas palavras, comedi-me de contar como o afonso meteu a espanhola mãe na gaiola.