muxx


agora já tem, chama-se vila “la niña autonómica”
November 30, 2008, 12:55 pm
Filed under: BOLIVIA, Trinidad

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_01_2008

chega o honorable alcalde, o senhor general, o senhor vice-ministro, e os outros.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_02a_2008

obviamente, tudo foi preparado com rigor. os cartazes agradecem a todos. coincidentemente escritos com a mesma letra.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_05_2008

canta-se o hino

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_06_2008

fazem-se os discursos – uns melhores que outros, num país politizado é melhor fazer maus discursos do que bons, ou pelo menos assim me tento desculpar. antes de mim vem alguém que diz “e assim inauguramos esta vila que se chama – laaaa niña autonóóómmica!!!”. “boa…, já estás…”

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200801

torra-se ao sol

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200803

aguentam-se os cartazes até ao fim

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200804

entregam-se as chaves ao honorável alcalde. vem um gajo com uma almofadinha com as chave gigante e pergunta-lhe o je “dou-lhe a almofada ou dou-lhe só a chave”. “só a chave, faz favor”. “ok”.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_2008051

saca-se a fotografia com o doador e a equipa de trabalho. tudo contente. as gémeas vieram mesmo a calhar.

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200806

dá-se uma volta pelo bairro e descobrem-se lojas que já abriram (esta senhora não se mudou hoje…)

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200807

tiram-se mais fotografias para mandar para a europa

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_03_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_04_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_setembro_200808_1

e vai-se almoçar contente, que a festa foi rija.

amanhã, la paz-miami. depois de amanhã miami-porto do principe. outros vôos. à bientôt.

Advertisements


ainda não tinha nome, a vila
November 29, 2008, 11:47 pm
Filed under: BOLIVIA, Trinidad

blog_trinidad_villa_autonomica_00_julho_20082

blog_trinidad_villa_autonomica_01_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_03_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_02_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_03a_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_03b_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_06_julho_2008

blog_trinidad_villa_autonomica_09_julho_2008



144 dias +
November 15, 2008, 11:17 pm
Filed under: BOLIVIA, Trinidad

dsc_1994

982 metros cúbicos de areia + 264.000 quilos de cimento + 500 trabalhadores (1) + 2,8 kilómetros de vigas 4″ * 6″ + 116 barras de ferro + 1,1 toneladas de pregos + 22,9 kilómetros de vigas 2″ * 6″ + 30,9 kilómetros de ripa 2″ * 2″ + 263.580 telhas (2) + 200 portas + 200 janelas + 903.200 tijolos (3) + paciência de santo + quase dar em maluco + comprar cimento a três dias de viagem por causa dos problemas + chatices + afinal valeu a pena = 200 casas para 945 pessoas (4) a inaugurar para a semana

dsc_2074

dsc_2005

dsc_2051

dsc_2020

dsc_2042

notas: (1) na semana a seguir ao pagamento o número reduz-se a uns 100, se tanto, aumentando gradualmente até ao final do mês e conforme se lhes vai acabando a guita; (2) o gajo das telhas encavou-se porque tendo o monopólio nos cobrava o que queria, arranjaram-se materiais alternativos para metade das casas; (3) feitos localmente a dar emprego a centenas de gente, o que foi boa onda; (4) se não se acabar a guita aos outros 300 gajos esta semana e eles não decidirem voltar ao trabalho, no dia da inauguração vão faltar umas doze, mas não há espiga.

dsc_2069



semana na amazónia
July 20, 2008, 6:47 am
Filed under: AMAZÓNIA, BOLIVIA, Trinidad | Tags:

segunda 04:00 da manhã – apanho boleia com o Jhamil para o aeroporto de EL Alto. Frio pa caraças. No aeroporto dizem-nos que a avioneta se vai atrasar duas horas. afinal não. tudo volta a ser como estava previsto. enfiamo-nos todos dentro da mini avioneta que arranca da pista com os vidros cheios de gelo, incluindo os da frente. pilotos experientes – assim pareciam, que ja sabiam que assim que levantassem voo iam ter luz suficiente a passar pela camada branca para se poderem desviar das montanhas. nasce o sol a abrilhantar os andes. lindo. frio pa caraças.

segunda resto do dia – reuniões, comezainas, cerveja paseña. às cinco da tarde a praça principal enche-se de gente que vem dar voltas infindáveis ao redondel. diz que como não há mais nada para fazer chegam das aldeias todas e passam as noites nisto. curioso. parecido com o roque santeiro.

terça todo o dia – reuniões, comezainas, cerveja paseña.

quarta todo o dia – reuniões, comezainas, cerveja paseña.

quinta todo o dia – reuniões, comezainas, cerveja paseña.

sexta todo o dia – reuniões, comezainas. escapar à tarde das reuniões infidáveis e ir ver as anacondas e os crocs, todos eles em versão carteira ou cinto à saída do parque. momento do dia – quando os tratadores das anacondas deixaram o estrangeiro entrar dentro da jaula para tirar fotografias mais perto. viva a bolivia.

tudo muito parecido com outros sitios tropicais por onde andei, não fossem os mosquitos serem mais pretos, as cobras maiores, e a praça mais animada diariamente. o relax do fim do dia com o sol todo encarnado a anunciar a hora dos bichos foi muito parecido.